Questão de TI Respondida


Compartilhar informações falsas na internet pode ter um potencial devastador. Verificar a veracidade das informações que se encontram nesse mundo é parte essencial do aprendizado: é importante selecionar o conteúdo que se acessa. O trecho da reportagem “Como identificar a veracidade de uma informação e não espalhar boatos”, publicada no Nexo Jornal, traz algumas dicas de boas práticas para identificar notícias falsas.
10 boas práticas para o consumo de informações na web
Cruzamento de fontes
É simples: basta jogar as informações-chave relacionadas à notícia em questão no Google e verificar se outros veículos também falaram dela e em quais termos.
Buscar a fonte original
Uma notícia ou print mostra que uma figura pública disse ou fez alguma coisa. Confira nos canais oficiais daquela pessoa se o print é verdadeiro, ou se há uma entrevista original, publicada em um veículo de confiança, que exiba a declaração em questão.
Credibilidade de quem publica
Verifique o histórico do veículo que publicou a informação. Redações com jornalistas profissionais, sejam de veículos tradicionais ou novos, mantêm critérios de checagem em suas reportagens.

Adjetivos demais são suspeitos
O excesso de adjetivos para difamar ou exaltar alguém ou algo, ou seja, um viés muito claro de acusação ou defesa no texto, também merecem sinal amarelo (especialmente em textos noticiosos).

Faça uma busca reversa da imagem
Muitas fotos que circulam nas redes sociais são montagens. Antes de compartilhar a suposta foto da capa da revista “Time” que mostra uma reportagem bombástica sobre o Brasil, confira no próprio site do veículo, ou faça uma busca reversa, que procura a imagem no Google e encontra outros lugares em que ela (ou versões parecidas) foram publicadas.

Há gente que se dedica a achar boatos
Para qualquer tipo de informação recebida via Whatsapp e Facebook, há sites dedicados exclusivamente a pesquisar e confirmar (ou não) os boatos espalhados nas redes. Dois dos mais famosos são o E-Farsas e o Boatos.org. Uma visita rápida pode evitar o compartilhamento de uma informação falsa.

Verifique a data da publicação
Em um contexto e data diferente, uma notícia antiga pode servir a uma narrativa atual completamente diferente daquela em que ela estava inserida no passado. Para evitar que uma informação fora de contexto contamine seu julgamento, adquira o hábito de checar a data de publicação de uma matéria antes de compartilhá-la.

Sem fonte, não confie
Em muitos casos, textos ou vídeos compartilhados por mensagens do Whatsapp vêm sem uma fonte, ou, então, mencionam fonte sem um link para ela. Se o conteúdo vier sem fonte, é muito improvável que seja real.

Na dúvida, pense duas vezes
“Na dúvida, achei melhor compartilhar”. Caso não consiga obter confirmação de uma informação que consumiu na internet, recomendamos que considere não compartilhá-la.
Fonte: <https://www.nexojornal.com.br/expresso/2016/10/11/Como-identificar-a-veracidade-de-uma-informa%C3%A7%C3%A3o-e-n%C3%A3o-espalhar-boatos>. Acesso em: 3 dez. 2016.
Com base no texto, imagine as seguintes situações:
I. Um estudante precisa fazer um trabalho sobre um tema que não conhece. Assim, decide pesquisar em sites de busca, escolhendo informações de diversas fontes desconhecidas, sem checá-las.
II. Um profissional compartilha imagens de nudez no grupo da empresa no Whatsapp, que são recebidas com entusiasmo pelos colegas de trabalho.
III. Um profissional ouve um boato sobre um colega de trabalho. Com a intenção de fazer uma brincadeira com ele, compartilha o boato nas redes sociais.
IV. Um profissional quer saber mais sobre a empresa onde trabalha e seu setor de atuação. Assim, faz pesquisas no site institucional da empresa e em diversos sites reconhecidos sobre o setor. Além disso, também acompanha diariamente na imprensa as notícias de mercado.
Quais dessas situações refletem comportamentos adequados no mundo virtual?
Escolha uma:
Correto

HOT NA SEMANA

C, Ordenar um Vetor em Ordem Crescente

CSS, Efeito clarear e escurecer em CSS

C, Programa Números em Ordem Crescente

C++, Tabuada com código super simples







© Copyright 2017 - INFORMATICODE, todos os direitos reservados.